Águas de Santarém mantém aposta no combate às perdas de água

Orçamento da empresa municipal para 2018 prevê a substituição de mais 9,3 quilómetros de condutas.

O tarifário da água em Santarém vai ser igual ao de 2018, mas vai registar-se um aumento de 4 por cento (%) na tarifa de saneamento, que no entanto, no primeiro escalão de consumo, não chega a um cêntimo por metro cúbico de água consumida. Isso mesmo foi referido pela administradora executiva da Águas de Santarém, Teresa Ferreira, na reunião da Câmara de Santarém onde foi aprovado o orçamento dessa empresa municipal, com os votos favoráveis da maioria PSD e a abstenção dos quatro vereadores do PS.

O volume de investimento previsto é de 3,1 milhões de euros, sendo 58% para aplicar no sistema de abastecimento de água no sentido de manter a qualidade da água e reduzira as perdas na rede, que rondam os 30 por cento. Nesse sentido, prevê-se a substituição de 9,3 quilómetros de condutas de água, reabilitação de reservatórios e a conclusão da substituição de condutas elevatórias na encosta de São Bento. Obras que serão realizadas com meios financeiros da empresa, sem recurso à banca ou a fundos comunitários.

Já o investimento previsto para a reabilitação do sistema elevatório da Ribeira de Santarém, avaliado em 40 mil euros em 2019 e 980 mil euros em 2020, só poderá ir em frente caso seja garantido financiamento da União Europeia.

A rede de saneamento básico tem investimentos previstos na ordem dos 667 mil euros para intervenções pontuais e para o sistema de Santarém estima-se um investimento de 369 mil euros para reabilitação de colectores e remodelação do sistema de gradagem da ETAR da cidade, bem como na construção de bacias de retenção e câmaras de regulação de caudal e a construção de uma estação elevatória na bacia da D. Rita.

Noticia do Mirantehttps://omirante.pt/sociedade/2018-11-01-Aguas-de-Santarem-mantem-aposta-no-combate-as-perdas-de-agua