Qualidade

A qualidade da água de abastecimento é uma prioridade para a Águas de Santarém

O controlo da qualidade da água de abastecimento público é hoje em dia, no nosso país, uma preocupação com resultados bastante positivos.

São conhecidas de muitos, expressões como “água corrente não mata a gente” , o que levava a que se bebesse água de rios e ribeiros. Na verdade e face aos recursos disponíveis esta água seria provavelmente uma das menos contaminadas e de mais fácil acesso.

Muitos dos problemas de saúde pública estavam associados a cuidados de higiene e qualidade do que se ingeria, com grande influência da água.

Desde essa época até hoje e são poucos anos, o consumo de água passou pela imposição de muitas regras através de legislação especifica e adequada quer aos materiais utilizados no transporte da água, quer na disponibilização e acesso, quer em termos da qualidade do bem.

A nível de análises, desde a década de 90 até ao momento atual, o número e exigência das análises aumentou extraordinariamente. As Normas Europeias de Qualidade impuseram rigor e qualidade na análise da água de consumo humano.

A melhoria dos cuidados de saúde e a sua universalidade tornou a população mais consciente dos seus direitos e da sua saúde e bem estar. Este bem estar passa inegavelmente pela qualidade e acesso a este bem precioso que é a água.

Por tudo isto, o rigor e o controlo da qualidade da água surgem como prioridade para a Empresa das Águas de Santarém.